O quarto dia de pré-Carnaval em Salvador teve Léo Santana desfilando sem cordas pelo Circuito Orlando Tapajós, do Clube Espanhol até o Farol da Barra, nesta terça-feira (6). É o Pipoco, festa que já virou tradição por levar, desde 2017, de graça, uma das atrações mais concorridas e estouradas da folia na capital baiana.

O ‘GG’ é um dos cantores baianos de maior sucesso nacional na atualidade, emplacando neste verão hits como ‘Posturado e Calmo’, ‘Marrento, Cheiroso’ e ‘Perna Bamba’, gravada em parceria com o Parangolé, sua ex-banda. Por sinal, Tony Salles, vocalista do ‘Parango’ e com quem Léo divide a faixa, foi o convidado especial do Pipoco deste ano.

O prefeito Bruno Reis acompanhou parte da apresentação no camarote instalado na Barra. Ele chegou a subir no trio e dançou com Leo Santana e Tony Salles. Bruno já havia particupado também da Melhor Segunda-feira do Mundo, com Xanddy Harmonia, nesta segunda (5). 

Léo Santana subiu ao trio às 19h30, ao som de ‘Vou Meter’, sucesso da banda Kortezia, de enorme sucesso na Bahia nos anos 2000. A ideia do cantor era clara: queria emocionar os pagodeiros fiéis no Pipoco. “Isso é só para aquecer as turbinas. Cadê a nação pagodeira que se encontra hoje aqui? Só quem é pagodeiro do Gigante bota a mão para cima”, antes de puxar novamente o refrão.

Ele aproveitou para conversar com os fãs que vieram de outros estados do Brasil e que já estão em Salvador à espera do Carnaval: “Quem é turista bota a mão para cima aí para eu ver. Sejam bem-vindos à melhor festa de rua do planeta, divirtam-se muito”, disse, antes de puxar mais músicas como ‘Crush Blogueirinha’, ‘O Dono da Zorra Toda’ e ‘Eu Não Vivo Sem Ela’, mais sucessos de seu repertório.

Cristiane Fontes, de 51 anos, saiu de Lauro de Freitas para ver Léo Santana no Pipoco. Na verdade, a pedido da filha, que é fã do GG: “Eu já fui muito adepta do Carnaval, mas por conta da idade tenho procurado mais sossego. Só que eu tenho uma filha jovem. Aí, já viu, Léo está no auge, e eu vim com ela hoje. Gosto de todas as músicas, é um cara que tá estourado. Sobretudo essa nova agora. Perna Bamba, né? Muito legal”, disse.

Já Vanusa Azevedo, de 36 anos, moradora do Alto das Pombas, foi ao Pipoco com quatro amigas. “Estou doida para ver Léo. No ano passado, eu saí muito tarde do trabalho, então não deu para pegar ele aqui. Mas hoje consegui sair mais cedo, então aproveitei”, disse. Já Renato Silva Ferreira, de Sussuarana, tem 45 anos e todo ano vai à festa de pré-Carnaval. “Quero ouvir a música do Carnaval do ano passado, Zona de Perigo. Gosto muito da festa, Salvador é muito top”, disse.

Quando a apresentação se aproximava da metade, Léo Santana chamou Tony Salles.. Além de ‘Perna Bamba’, a dupla lembrou sucessos do Parangolé, como ‘Balacubaco’ e ‘A Revolta’. “Te amo, meu irmão, quero te ver brilhando muito com a nossa canção”, disse o GG ao amigo. “Quero desejar um Carnaval incrível para você, porque você merece”, respondeu o atual vocalista do ‘Parango’.

Omar Reis, 60, morador de Itapuã, sai há 25 anos no bloco As Muquiranas, onde Léo e o Parangolé fizeram história. “A expectativa para o Carnaval está enorme, a gente fica esperando o ano todo. Sou nascido e criado em Salvador, carnavalesco desde os sete anos de idade. Eu não perco Fuzuê, Furdunço, é bom demais esse pré-Carnaval”, disse.

O pré-Carnaval de Salvador começou no sábado (3) com o Fuzuê, festa que reúne bandas de chão, fanfarras e charangas. No domingo (4), ocorreu o Furdunço, levando os artistas em minitrios e pranchões, mais próximos do público. Na segunda-feira (5), ocorreu a estreia da Melhor Segunda-Feira do Mundo, com Xanddy Harmonia, um dos eventos mais famosos dos ensaios de verão e que pela primeira vez ocorreu de graça no Circuito Orlando Tapajós.

Agenda – Nesta quarta-feira (7), último dia do pré-Carnaval de Salvador, as fanfarras e charangas são a atração do Circuito Sérgio Bezerra, do Farol da Barra ao Morro do Cristo, com concentração a partir das 18h30. A programação é ideal para quem gosta de curtir em família, uma vez que troca os grandes trios pelos desfiles de bandas de chão, blocos de sopro e de percussão, naquele clima dos antigos carnavais.

Além da tradicional banda Habeas Copos, pioneira da festa, outras 20 atrações estão na programação, como Xupisko, Concentra + Não Sai, Barca Tricolor, 37,5 Não é Febre, Hoje Eu Posso e Sabidolândia. A programação completa do Carnaval pode ser acessada no site https://carnaval.salvador.ba.gov.br/.